MOVIMENTO VIDA PARA SUZANA POÇAS (MOVISP). 1991. Organizaçom criada no Porto em janeiro de 1991 por familiares e amizades da presa independentista galego-portuguesa Suzana Poças, militante do EGPGC. O ato de apresentaçom tivo lugar na Cooperativa Árvore do Porto, presidada polo pai da guerrilheira, Mário Poças, empregado de escritório. O MOVISP visava divulgar o processo de Suzana Poças e denunciar a vulneraçom dos direitos humanos efectuado polo Governo espanhol sobre a ativista.

ING-equipa.JPG

GALICIA FOOT-BALL CLUB (1926). Equipa de futebol fundada em Buenos Aires em agosto de 1926 pola Irmandade Nacionalista Galega de Buenos Aires na sua etapa independentista. Em janeiro de 1926, a nova ING decide criar umha “seizón de Deportes”. Além de encetar a labor nacionalizadora num importante ámbito de socializaçom, o desporto, parece que a criaçom da seçom de desportos da organizaçom independentista também procurava limar fricçons internas e ajudar a criar um clima de irmandade, embora sem muito êxito.

O GRUPO DOS VINTE, OS ARREDISTAS [também: O Grupo dos Vinte, Os arredistas da Corunha, etc.] Vicente Risco referia-se ao “grupo dos 20, os arredistas” para falar do núcleo duro, mais radicalizado politicamente, do setor irmandinho corunhês.

AÇOM NACIONALISTA GALEGA. 1931 [Acción Nacionalista Gallega] Efémera organizaçom independentista galega em Cuba da que apenas se conhece umha nota, publicada em abril de 1931 nos principais jornais de Havana. Parece ser que o Fuco Gomes estava detrás da mesma. Xurxo Martínez sinala, aliás, a proximidade temporal com a fundaçom da Açom Nacionalista Basca (a finais de 1930). A nota mostra a desconfiança total da ANG face a II República espanhola, critica duramente a passividade do galeguismo de aquém-mar, e chama à luita para a plena libertaçom nacional da Galiza:

caricatura-bonome-céltiga-dia-da-gz-1926.JPG

CRESTAR, Manuel. 1900- 19??. Nado no 21 de dezembro de 1900 em Betanços, artista desde jovem, começou militando no movimento irmandinho, emigrou a Cuba onde fijo parte da arredista Juntança Nacionalista Galega de Havana, sendo o desenhador do primeiro vozeiro independentista galego.

ata-refundaçom-mocidade-galeguista-ourense.jpg

MOCIDADE GALEGUISTA DE OURENSE [Mocedá Galeguista de Ourense]

cabeceiro_nos.JPG

NÓS: ÓRGAO DA JUNTANÇA NACIONALISTA GALEGA DE HAVANA [Nós: Órgao da “Xuntanza Nazonalista Galega d´Habana”] Vozeiro durante o ano de 1921 da Juntança Nacionalista Galega de Havana, que tirou do prelo, segundo Neira Vilas, oito número monolingues em galego, sob a direçom de Sinésio Fraga Vila, e do que só conhecemos dous números, os de março e abril de 1921.

sinesio-fraga.JPG

FRAGA VILA, Sinésio [Sinesio Fraga Vila]. 1891-19??. Nasceu num 31 de março em Ortigueira, e mui jovem emigra a Cuba, onde será um reconhecido músico e militante independentista galego. Morou em Havana, onde inícia estudos musicais e faz parte da Banda de Música do Estado Maior do Exército Constitucional, à par das suas labouras militantes na causa galega. Aginha atinge popularidade e prestígio, com composiçons de marcadas ressonâncias patrióticas como “Sonatas de Suévia”. Mas nom só como compositor, senom como teórico e crítico.

Publicidade